Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Holly Reader

Opiniões literárias, leituras programadas, desafios, devaneios, TAG's, novidades editoriais, eventos, encontros. Aviso: pode criar dependência a livros :)

Holly Reader

13 de Janeiro, 2021

Opinião | A Célula Adormecida de Nuno Nepomuceno

138859881_432428474869458_5222696849844983570_n.jp

Gostos não se discutem, certo? Assumindo que me dão razão neste ponto, avanço para a minha opinião acerca deste livro que tinha na estante à espera há algum tempo. O autor, Nuno Nepomuceno, é bastante falado em blogs, canais e redes sociais dedicadas a livros. Sabia de antemão que a história girava em torno do autoproclamado Estado Islâmico e talvez por isso tenha demorado um pouco mais a pegar nele. Foi no âmbito do #lerosnossos do ano passado (é altamente estranho estar a escrever "ano passado" para algo que se passou há pouco mais de um mês) que selecionei este livro, para assim conhecer um novo autor português.

Tendo em conta o "foco" principal do livro - o Daesh - acaba por ser um livro bastante leve, de leitura rápida. A parte boa foi esta: o facto de ser fluído e dar a conhecer um pouco mais da cultura árabe, incidindo sobre os seus costumes e religião islâmica. Do que não gostei? As partes em que parece que o autor nos está a dar uma aula, despejando matéria sem grande critério. A linguagem utilizada nos diálogos, tão irreal...de destacar o uso constante do verbo "encontrar" para definir o estado de espírito dos personagens (Ex: "O Afonso não se encontra bem"), isto simplesmente não se utiliza, nem por escrito e muito menos verbalmente. O pior de tudo mesmo? Chega a uma certa parte em que não se percebe nada de nada, os acontecimentos sucedem-se sem se perceber o que os desencadeou, os personagens tomam ações inexplicáveis e mais tarde explicam-se (ou não) as razões. Há informações que não se entende de onde vieram nem como se chegou a elas. Conclusão? Apesar de se ler rapidamente, a história e os personagens em nenhum momento são credíveis, as peças não encaixam, acredito que o próprio autor tenha ficado confuso ao escrever este livro. 

Alguém partilha da mesma opinião? As críticas que tenho visto são bastante positivas e, infelizmente, não reflectem a minha experiência.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.