Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Holly Reader

Opiniões literárias, leituras programadas, desafios, devaneios, TAG's, novidades editoriais, eventos, encontros. Aviso: pode criar dependência a livros :)

Holly Reader

21 de Novembro, 2016

A Gorda | Isabela Figueiredo

IMG_4912.JPG

 

Este é o primeiro romance da autora, chamou-me a atenção pelo título e pela sinopse. Apesar de, aparentemente, ser uma história comum, torna-se incomum pela força da sua personagem principal, a Maria Luísa, que partilha com o leitor as suas vivências e pensamentos.

 

Maria Luísa tem muita força, avança desfazendo o que lhe aparece, escolhendo o que lhe interessa e amaldiçoando o que lhe causa peso. Sempre com a consciência do seu peso físico muito viva, e apesar de ter momentos de fraqueza e dor, é uma lutadora, não tendo muito tempo para martirizações. Avança então novamente, cada vez mais forte, cada vez mais obstinada. Não esquece, no entanto, o seu único e grande amor, que a acompanha em pensamento ao longo dos anos.

 

Esta é a história de uma mulher que apenas posso desejar um dia ser. Uma mulher que é um rochedo, desabando pequenos pedaços, mas nunca desistindo. Sempre com a certeza da vida que ainda lhe falta viver e que há-de chegar.

 

Agradeço à autora pela partilha desta história inspiradora. A sua escrita é sem vergonha, pura e crua. Adorei. 

 

Recomendo esta leitura a todas as pessoas mas em especial às mulheres, que tantas vezes se põem em último da lista e minimizam as suas vitórias por as julgarem sem importância. 

 

Tirando a arte, as rosas, o mar, o gato vadio que não tem uma pata, os ouriço-cacheiros clandestinos que aparecem à noite no baldio em frente, os pombos que pousam aos nossos pés pedindo restos de pão velho, que interesse tem a vida? Tirando a fantasia que nos arranca à escuridão parada dos dias sucedendo-se indistintamente, o que vale o tempo que nos foi dado ou que viemos procurar?

 

Minha pontuação no Goodreads: 3*

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Carolina Paiva

    22.11.16

    Fiquei muito indecisa aqui em questão de estrelas. Acabei por optar por 3, apenas porque, na minha opinião, e apesar de ser um livro excelente que adorei, não tem a mesma "profundidade literária" que outros livros que já li e dei 4 estrelas (exemplo de "Homens imprudentemente poéticos" e "O Luto de Elias Gro").
  • Imagem de perfil

    Alexandra

    22.11.16

    Compreendo, senti-me indecisa pela mesma razão mas entre as 4 e as 5 estrelas :)
  • Imagem de perfil

    Carolina Paiva

    22.11.16

    As 5 estrelas só tenho dado a livros que me ficaram marcados e sei que continuarão, por mais livros que leia. Mas isto das estrelas...tem muito que se lhe diga, é uma questão complicada! :)
    Beijinhos*
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.