Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Holly Reader

Opiniões literárias, leituras programadas, desafios, devaneios, TAG's, novidades editoriais, eventos, encontros. Aviso: pode criar dependência a livros :)

Holly Reader

14 de Julho, 2017

O Clube dos Clássicos Vivos já tem blog

logo.jpeg

 

Aqui está o nosso logo. Para acederem ao blog basta clicarem no logo e começar a segui-lo.

 

livro.jpeg

 

Para os meses de julho e agosto o clássico escolhido para leitura conjunta é "O vermelho e o negro" de Stendhal. Para quem se quiser juntar a nós, já sabe, é só aderir ao grupo no Goodreads!

 

Ler um livro desta forma, especialmente um clássico, torna a experiência de leitura mais enriquecedora.

 

Vamos lá?

 

Em setembro teremos mais um Encontro presencial dos Clássicos Vivos e contamos com a vossa presença.

14 de Julho, 2017

Morreste-me | José Luís Peixoto

FullSizeRender.jpg

 

Este livro "deu cabo de mim". Penso que é assim que melhor explico. Ao longo do livro José Luís Peixoto conta-nos a história da morte do pai. Mais do que isso: conta-nos o que ficou. Neste caso o que ficou é algo maior do que aquilo que existia: o vazio maior do que a presença, a dor chacina a alegria dos momentos passados, os sítios têm sempre algo a dizer.

 

Este livro é como uma carta, que também pode ser um testemunho, é a prova indelével do que se passa a carregar depois da perda de um pai.

 

Aqui é tudo contado sem freios ou filtros, talvez por isso atinja a parte mais macia do coração. Este é também um livro difícil. Não há pausas para descansar da dor, não há remédio que atenue a força dos pensamentos. Talvez se a memória não existisse fosse possível continuar a viver livremente. Depois da morte as ruas falam. 

 

Li este livro num sítio público e não consegui evitar chorar (muitas vezes). É pesado. Vale a pena pelo retrato fiel da ausência. No final fica aquele arrepio por as palavras escolhidas serem as certas.

 

Não há dúvidas, 5 estrelas bem brilhantes.