Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Holly Reader

Confissões de uma bookaholic.

Holly Reader

Confissões de uma bookaholic.

Ronda das mil belas em frol | Mário de Carvalho

IMG_1652.jpg

 

Foi com prazer que regressei a este autor. A sua escrita nunca farta, posiciona-se muito próxima do leitor e tem um requinte inerente. Neste livro, completamente dedicado à figura feminina, encontramos o autor de sempre em situações caricatas descritas com ironia e uma sensibilidade muito particular. É assim possível descobrir todo um mundo de mulheres mais ou menos encantadas e tão diferentes entre si. 

 

É um livro para rir, descontrair e deixarmo-nos envolver pela escrita viciante do autor. É difícil parar de ler, os contos curtos sucedem-se uns aos outros e o livro rapidamente se esgota (mesmo sem pressa de acabar).

 

Contudo, não me surpreendeu. Encontrei nestas páginas o que estava à espera, foi reconfortante e portanto nada desafiante. De resto, só posso dizer bem dos momentos bem passados. Enquanto isso, já tenho mais um livro do autor na lista de desejos.

 

Vejam também a minha opinião do livro "Quem disser o contrário é porque tem razão" do mesmo autor.

 

"...na madrugada seguinte teria de partir para Dubrovnik, onde se anunciavam upgrades de crowdsourcing certifications e accreditations. Talvez a prudência aconselhasse um previous arrangement de ficheiros. Ela tinha muito que trabalhar. Sorry."

Antídoto | José Luís Peixoto

thumbnail_IMG_1556.jpg

 

Começa a ser difícil para mim dizer se já me rendi ou não a José Luís Peixoto. O "Morreste-me" elevou muito a fasquia e faz-me continuar à espera de ser novamente deslumbrada por ele. No caso deste livro houve momentos em que gostei bastante, ouve outros em que senti que tudo se repetia. O recurso à repetição ou reafirmação pode ser poderoso ou pode perder o impacto, aqui deparei-me com as duas situações. Há reflexões tão carregadas de dor que me surpreenderam mas em muitos momentos dei por mim a não conseguir prestar atenção.

 

O livro é composto por pequenos contos que diz ser inspirado no album The Antidote dos Moonspell. Contudo, pode perfeitamente ler-se sem nenhum conhecimento prévio acerca do album. O título faz sentido e há frases que realmente nos transportam para as suas histórias. Não tenho dúvidas quanto ao talento do escritor e adoro que aborde sempre "temas" tão próximos de nós. Despeço-me dele por agora com a certeza de que vou regressar.

 

"Sei que existem cemitérios. Sei que a casa onde estás, o lugar onde te imagino a fazer tantas coisas, a não te lembrares de mim, é um lugar de destroços."

Evento | José Saramago, Jorge Amado e livros além-mar

thumbnail_IMG_1563.jpg

 

Não podia deixar passar este evento em branco, foi dos lançamentos de livros mais comovedores a que assisti. Adorei estar presente em cada minuto, junto de outras pessoas que adoraram tanto quanto eu.

 

Foi mágico poder conhecer mais acerca da relação entre estes dois escritores - José Saramago e Jorge Amado. Assistir a leituras onde o estreitamento de ligações entre Portugal-Brasil era notório fez-me querer recuar no tempo e presenciar esses momentos.

 

Foi surreal brindar ao aniversário de Saramago com Pilar del Río e ainda trazer um livro maravilhoso por ela assinado.

 

thumbnail_IMG_1560.jpg

 

Para além de tudo isto fiquei a conhecer a Fundação José Saramago, um sítio muito especial onde ficou prometida uma visita com mais calma.

 

thumbnail_IMG_1559.jpg

Mais sobre mim

foto do autor

Especial Literatura Portuguesa

A ler

Leitura Clube dos Clássicos Vivos

Pesquisar

 

No Youtube

subscrever feeds

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
googlecdc89504237ee3fc.html