Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Holly Reader

Confissões de uma bookaholic.

Holly Reader

Confissões de uma bookaholic.

Se eu fosse um livro...

livro.jpg

 

 

Respondo a este desafio proposto pelo Blog Say Hello To My Books que desde já agradeço, foi muito divertido fazer esta pergunta a mim própria.

 

Se eu fosse um livro teria capa mole acompanhada de desenhos com relevo a preto e branco. Teria menos de 200 páginas, tipo de letra o mais aproximado da nossa caligrafia e páginas amareladas com aquele cheirinho a novo. Teria uma fita vermelha de seda para marcar a página dos caríssimos leitores que deixariam sublinhados e comentários nas páginas. Teria prefácio do Miguel Sousa Tavares e seria uma edição da Quetzal. Passaria de geração em geração e seria intemporal. Teria mistério, romance e um lado negro com rasgos de luz. Teria personagens controversas que dizem tudo o que querem, teria personagens com um bom coração e homens que sofrem por amor. Gostaria que me emprestassem, mas que me deixassem regressar a casa. Gostaria que me recomendassem noutros países e que trouxesse atenção para todos os maravilhosos autores portugueses. Teria capítulos curtos, discurso fluído e aparentemente simples, com sentidos ocultos que apenas os sensíveis conseguiriam descortinar. Se eu fosse um livro teria uma dedicação na primeira página para todos os que perseguem os seus sonhos. Teria um final inesperado que fizesse uma parte de nós refletir e querer ser melhor.

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Unboxing - Livros de prenda

Leituras para dezembro

A ler

Leitura Clube dos Clássicos Vivos

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
googlecdc89504237ee3fc.html