Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Holly Reader

Opiniões literárias, leituras programadas, desafios, devaneios, TAG's, novidades editoriais, eventos, encontros. Aviso: pode criar dependência a livros :)

Antídoto | José Luís Peixoto

thumbnail_IMG_1556.jpg

 

Começa a ser difícil para mim dizer se já me rendi ou não a José Luís Peixoto. O "Morreste-me" elevou muito a fasquia e faz-me continuar à espera de ser novamente deslumbrada por ele. No caso deste livro houve momentos em que gostei bastante, ouve outros em que senti que tudo se repetia. O recurso à repetição ou reafirmação pode ser poderoso ou pode perder o impacto, aqui deparei-me com as duas situações. Há reflexões tão carregadas de dor que me surpreenderam mas em muitos momentos dei por mim a não conseguir prestar atenção.

 

O livro é composto por pequenos contos que diz ser inspirado no album The Antidote dos Moonspell. Contudo, pode perfeitamente ler-se sem nenhum conhecimento prévio acerca do album. O título faz sentido e há frases que realmente nos transportam para as suas histórias. Não tenho dúvidas quanto ao talento do escritor e adoro que aborde sempre "temas" tão próximos de nós. Despeço-me dele por agora com a certeza de que vou regressar.

 

"Sei que existem cemitérios. Sei que a casa onde estás, o lugar onde te imagino a fazer tantas coisas, a não te lembrares de mim, é um lugar de destroços."

2 comentários

Comentar post